Todos aqueles que possuem sentimentos nobres como amor, solidariedade, humildade e principalmente caridade são bem vindos.
Precisando conversar e/ou receber um passe energético (benzer) estou à disposição todos os dias, para jogar cartas (ler a sorte) somente com hora marcada.
Cobro apenas para ler as cartas R$ 70,00, para manutenção de nossa casa. Qualquer outro tipo de consulta não pode ser cobrada pois na verdadeira caridade não se coloca preço, a verdadeira caridade quem paga é Deus.
Endereço: Rua 22 nº 281 Jardim Morada do Sol Indaiatuba - SP
trabalho assistencial toda sexta feira às 20:00
telefone: 19 995829299
email: d12edani@gmail.com
PEÇO POR GENTILEZA QUE NÃO VENHAM ME PROCURAR PARA FAZER AMARRAÇÃO OU MAGIA BAIXA NÃO ACEITO FAZER ISSO POR DINHEIRO NENHUM DO MUNDO
AGORA SE FOR PRA DESMANCHAR AMARRAÇÃO OU MAGIA BAIXA VENHA CONVERSAR COMIGO

Receba as novidades por email

Translate

quarta-feira, 15 de julho de 2015

IBEJI

Ibeji, o único Orixá permanentemente duplo. É formado por duas entidades distintas e sua função básica é indicar a contradição, os opostos que coexistem. Num plano mais terreno, por ser criança a ele é associado a tudo o que se inicia: a nascente de um rio, o germinar das plantas, o nascimento de um ser humano. No dia de Ibeji, 27 de setembro (o mesmo de Cosme e Damião, com quem são sincretizados) é costume as casas de culto abrirem suas portas e oferecerem mesas fartas de doces e comidas para as crianças, elevadas à condição de representantes na terra do Orixá. Regem a falange das crianças que trabalham na Umbanda.

É a divindade que rege a alegria, a inocência, a ingenuidade da criança. Sua atribuição é tomar conta do bebê até a adolescência, independente do orixá que a criança carrega. Ibeji é tudo de bom, belo e puro que existe, uma criança pode nos mostrar seu sorriso, sua alegria, sua felicidade, seu engatinhar, falar, seus olhos brilhantes. Na natureza, a beleza do canto dos pássaros, nas evoluções durante o vôo das aves, na beleza e perfume das flores, a criança que temos dentro de nós, as recordações da infância. Feche os olhos e lembre-se de uma felicidade, de uma travessura e você estará vivendo ou revivendo uma lenda dessa divindade, pois tudo aquilo de bom que nos aconteceu em nossa infância, foi regido, gerado e administrado por Ibeji. Portanto, ele já viveu todas as felicidades e travessuras que todos nós, seres humanos, vivemos.

As Forças Superiores que se manifestam na Linha das Crianças, Linha de Yori ou Linha de ibeji costumam ter nomes típicos de crianças brasileiras, como Rosinha, Mariazinha, Ritinha, Pedrinho, Paulinho, Vítor, Cosminho, como também recebem nomes ligados ao Orixá regente do médium como, por exemplo, Pipocão e Formigão, para os filhos de Obaluaiê; Pingo Verde e Folhinha Verde, para os de Oxossi; Rosinha, para os de Oxum; Conchinha Dourada para um de Iemanjá. Estas crianças possuem as características do elemento em que atuam, trabalham sobre a influência do ar são alegres e expansivas, sendo da linha do elemento fogo são irritáveis facilmente; sendo da terra são caladas; sendo água são carinhosas e melodiosas no falar.

Essa Linha de trabalho que se manifesta alegremente dentro de nossa Umbanda distribuindo sorrisos e balas de esperança é uma das poucas Linhas que consegue dominar a Magia na sua essência natural e muitas vezes de forma extremamente imperceptível. Isso fica claro quando observamos que as formas, um tanto quanto peculiares, de suas incorporações nada mais são que ações mágicas capazes de exercer funções específicas no médium, no Terreiro e em toda a assistência. As incorporações de forma alegre, dançante, os pulos, os cantos e até os choros, são ações de descargas energéticas, de equilíbrio emocional, de cura etérica, além, é claro, de estimular a alegria interna das pessoas, assim como o espírito infantil de cada um. Aliás, o espírito infantil, já que não é mantido, deveria ser a verdadeira busca das pessoas, assim todos poderiam encontrar a tão desejada alegria de viver. Basta observarmos que uma criança não mente, não tem maldade acredita nas pessoas, não carrega mágoa, acorda sempre feliz e brinca com tudo, sem dúvida, isso é viver em felicidade e harmonia plena.

Sabemos que poucos são aqueles que dão a devida importância às giras onde o trabalho acontece com a linha de Crianças. Com suas balinhas “melecadas” e falas infantis, recebem pouca valorização por parte da assistência que vê essas entidades como sendo ‘apenas crianças’ que não têm capacidade de ajudar em seus problemas. Percebemos até mesmo médiuns cheios de vergonha e preocupados com o que os outros irão pensar vendo-o, por exemplo, com o dedo na boca e falando errado. Além, é claro, de descaracterizar a figura autoritária e machista que muitos homens impõem às pessoas em sua volta, mexendo com o ego e a vaidade. Tudo isso é uma pena, pois atrás dessa vibração infantil se escondem espíritos de extraordinário conhecimento, sem contar a força pura da natureza que é capaz de envolver o íntimo de qualquer pessoa, afinal é impossível conter os risos diante das palavras e atitudes dessas crianças, o que, mais uma vez, é puro ato de magia transmutadora e transformadora.

É com o doce e com a Magia que essas Forças Espirituais elevadíssimas nos envolvem e nos auxiliam, regeneram o corpo astral e adoçam nosso espírito. São grandes conselheiros e curadores, não se calam diante de nossos erros, quase sempre caracterizado pelo nosso mau humor e impaciência. Com certeza é uma Linha fenomenal e para compreendê-la ou manifestá-la, só com muita pureza e amor no coração. Na umbanda este orixá é como Oxalá não incorpora, pois tem como seus mensageiros os eres ou crianças, é muito raro encontrar um filho de Ibeji por ser um orixá ancestral, de extrema pureza, por não suportarem sentimentos negativos por isso preferem ficar perto das crianças até perderem sua inocência.

São sincretizados como Cosme e Damião que se assemelha muito ao Ibeji africano, pois foram médicos em vida e cuidavam dos pobres e não cobravam por isso, o Doum representa a trindade, representa a essência, a pureza de Cosme e Damião. Doum é a união da dualidade de Ibeji.

CARACTERISTICAS

Cor: Rosa e azul (branco, colorido)
Fio de Contas: Rosa e azul claro
Ervas: jasmim, alecrim, rosa
Símbolo: Gêmeos
Pontos da Natureza: Jardins, praias, cachoeiras, matas...
Flores: Margaridas, rosa mariquinha.
Essências: De frutas
Pedras: Quartzo rosa
Metal: Estanho
Saúde: Alergias, anginas, raquitismo, acidentes
Planeta: Mercúrio
Dia da Semana: Domingo
Elemento: Fogo
Chakra: Todos, especialmente o Laríngeo
Saudação: Oni Beijada (senhor dos gêmeos)
Bebida: Guaraná (Suco de frutas, água de coco, água com mel)
Animais: Animais de estimação.
Comidas: Caruru, doces e frutas.
Data Comemorativa: 27 de Setembro
Sincretismo: São Cosme e São Damião
Incompatibilidades: Coisas de Exu. Morte, Assovio.

OFERENDAS

Aceitam todos os tipos de doces e guloseimas, em algumas casas caruru. Adoram brinquedos e chupetas, pois representa a inocência das crianças.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Piada?

Um Pai-de-Santo, para definir bem a influência dos orixás nas pessoas contou uma estória: Simulemos um fato: Imaginem duas pessoas brigando.

Passando um filho de Ogum, ou ele passa direto e nem olha, ou já vai se meter na briga. Um filho de Xangô para, fica olhando, e já começa a reclamar. Coitado do baixinho! Porque será esta briga? Acho que aquele alto não tem razão. E pior, nem sabe brigar. É um fraco. E fica questionando. Um filho de Oxóssi para, senta no chão e, rindo, fica assistindo e se deleitando com a briga. Uma filha de Iemanjá chamaria os dois, colocaria suas cabeças em seu colo e os acalmaria recomendando paz. Uma filha de Iansã já reclamaria e chamaria a polícia. Alguém perguntou:_ E uma filha de Oxum, que faria?

Ele Respondeu:_ Nada, e nem poderia. Os dois estavam brigando por causa dela...