Todos aqueles que possuem sentimentos nobres como amor, solidariedade, humildade e principalmente caridade são bem vindos.
Precisando conversar e/ou receber um passe energético (benzer) estou à disposição todos os dias, para jogar cartas (ler a sorte) somente com hora marcada.
Cobro apenas para ler as cartas R$ 70,00, para manutenção de nossa casa. Qualquer outro tipo de consulta não pode ser cobrada pois na verdadeira caridade não se coloca preço, a verdadeira caridade quem paga é Deus.
Endereço: Rua 22 nº 281 Jardim Morada do Sol Indaiatuba - SP
trabalho assistencial toda sexta feira às 20:00
telefone: 19 995829299
email: d12edani@gmail.com
PEÇO POR GENTILEZA QUE NÃO VENHAM ME PROCURAR PARA FAZER AMARRAÇÃO OU MAGIA BAIXA NÃO ACEITO FAZER ISSO POR DINHEIRO NENHUM DO MUNDO
AGORA SE FOR PRA DESMANCHAR AMARRAÇÃO OU MAGIA BAIXA VENHA CONVERSAR COMIGO

Receba as novidades por email

Translate

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

PONTOS CANTADOS

HINO DA UMBANDA


Refletiu a Luz Divina com todo seu esplendor

Vem do Reino de Oxalá onde há paz e amor

Luz que refletiu na Terra Luz que refletiu no mar

A luz que vem lá de Aruanda para tudo iluminar

A Umbanda é paz e amor é um mundo cheio de luz

É força que nos dá vida e a grandeza nos conduz

Avante, filhos de fé com a nossa lei não há

Levando ao mundo inteiro a bandeira de Oxalá


PRETO VELHO


Que velhinho é aquele que vem no caminho

andando devagar, com seu cachimbo na boca

puxando fumaça e soltando pro ar 2x

Ele é do cativeiro ele é Pai João ele é mirongueiro 2x


Maria Conga é quem vence demanda

na sua saia ela diz que tem mironga

Para ajudar os seus filhos a vovó faz mironga

E no seu terreiro é ela quem vence demanda


Vovó Cambinda onde você mora

Vovó Cambinda e de onde vem

Moro na umbanda junto com meu povo

Venho de Zambi praticar o bem

Vovó Cambinda qual é o caminho

Pra ir a Zambi diga por favor.

Vai pela estrada da fraternidade

Trajando graça, justiça e amor 2x


Pai João cadê pai Mané

ta na mata apanhando guiné

diga a ele que quando vier

que desça as escadas sem bater os pés


Vovó tem sete saias na ultima saia tem mironga

Vovó veio de Angola pra salvar filhos de umbanda

Com seu patuá e a figa de guiné

vovó veio de Angola pra salvar filhos de fé 2x


Vovó não quer casca de coco no terreiro 2x

Pra não lembrar dos tempos do cativeiro 2x


Eu choro meu cativeiro meu cativeiro meu cativeira 2x

No tempo da escravidão preto velho muito trabalhou

E a noite enquanto dormia pedia valei me a meu pai Xango

Eu choro meu cativeiro meu cativeiro meu cativeira 2x

No tempo da escravidão preto velho muito trabalhou

E a noite em sua senzala sarava Ogum sarava pai Xango


Meu cachimbo ta no toco manda muleque buscar

Meu cachimbo ta no toco manda muleque buscar

No meio da derrubada meu cachimbo ficou lá

No meio da derrubada meu cachimbo ficou lá


É o vento que balança folha guiné

É o vento que balança folha 2x

É é é Pai Guiné é o vento que balança folha


Quem vem de longe é Pai/Mãe.... de Angola

Quem vem de longe são os pretos velhos de Angola

Com seus cabelos branco encaracolados

tem a brancura da pureza e da alegria

São abençoados pelo filho de Maria

São abençoados pelo filho de Maria


Negro africano que fala Nago

Negro da Costa Rica filho de Babalao 2x

É na macumba ee é na macumba a 2x

Negro bebe negro fuma na batida do tambor

Negro toma seu marafo sarava Babalaô


No rio de São Francisco do outro lado de lá

Existe um reino encantado

ai meu Deus se eu pudesse ir lá

Não tenho pai e nem mãe

E ninguem que olhe por mim

Minha mãe é Nossa Senhora

e meu pai é o Senhor do Bonfim


Olha que coisa mais linda que estou vendo do lado de lá

É o navio dos pretos velhos querendo trabalhar

Como é bonito o seu patuá tem arruda e guiné

Pra nos abençoar 2x


Se arriou na linha de congo é de congo é de congo aruê

Se arriou na linha de congo é agora que eu quero ver

Viva Congo, viva a Rei Congo, Viva o povo de Iansã

Viva São Jorge guerreiro, Viva São Sebastião 2x


No tempo do cativeiro quando o Senhor me batia

Eu rezava pra Nossa Senhora

ai meu Deus como a chibata doía


O galo bateu asa e cantou

na hora que os preto velhos chegou

Se esse galo não cantasse muita gente não sabia

Preto velho aqui chegava antes de raiar o dia


Pombinho de Zambi pombinho de Obatalá 2x

Vai meu pombo branco na senzala da Aruanda

]vai buscar Pai João para trabalhar 2x


Preto velho já vai já vai pra aruanda

a benção meu pai proteção pra nossa Umbanda


Um comentário:

  1. Mãe Sônia!
    Parabéns pelo seu blog. Ele é modesto, mas transmite muita sinceridade e grandeza na sua fé!
    Ronaldo Marques

    ResponderExcluir

Piada?

Um Pai-de-Santo, para definir bem a influência dos orixás nas pessoas contou uma estória: Simulemos um fato: Imaginem duas pessoas brigando.

Passando um filho de Ogum, ou ele passa direto e nem olha, ou já vai se meter na briga. Um filho de Xangô para, fica olhando, e já começa a reclamar. Coitado do baixinho! Porque será esta briga? Acho que aquele alto não tem razão. E pior, nem sabe brigar. É um fraco. E fica questionando. Um filho de Oxóssi para, senta no chão e, rindo, fica assistindo e se deleitando com a briga. Uma filha de Iemanjá chamaria os dois, colocaria suas cabeças em seu colo e os acalmaria recomendando paz. Uma filha de Iansã já reclamaria e chamaria a polícia. Alguém perguntou:_ E uma filha de Oxum, que faria?

Ele Respondeu:_ Nada, e nem poderia. Os dois estavam brigando por causa dela...